Archive for the ‘jogos digitais’ Tag

Games de luxo

Quinta-feira, Abril 3rd, 2014

Recentemente estive em Paris. Que cidade linda! Não é a toa que está entre as primeiras cidades mais visitadas em todo o mundo.
Cada canto da cidade parece cenário de cartão postal com sua maravilhosa arquitetura. É lá que está um dos prédios mais significativos da era medieval, a catedral de Notre-Dame de Paris, reconhecida como o arquétipo da arquitetura Gótica. O lindo Seine de Louvre, originalmente a residência real, e, hoje, o mais famoso museu do mundo. É emocionante ver de perto todas aquelas obras que só estudamos nos livros. Em seu jardim está a pirâmide do arquiteto Ming Pei que é motivo de controvérsia. Também podemos admirar o Arco do Triunfo, inspirado pelo Arco de Titus na Roma; e a Torre Eiffel, a torre de metal que serviu para a Exibição Mundial de Paris
imagens de Paris

Sem falar que Paris é o berço da moda!!!  Duas vezes ao ano acontece a semana de moda mais famosa .

As marcas mais luxuosas estão por lá. Minha amiga e produtora de moda, Marina Comini, escreveu em sua monografia de finalização de curso sobre o luxo e as marcas de luxo. Ela diz que “O luxo proporciona, desperta, a realizaçao de desejos inconscientes, experiências únicas, o intocável, não lógico e coerente; diz sobre seu pertencimento social, seu poder. A marca de luxo passa a ser importante tanto quanto os artigos oferecidos; se torna um patrimônio. E assim, o marketing de luxo se mostra parte integral na história de anos de uma marca, sendo fundamental comodidade, e o que mais lhe convir; como a ideia de ser especial, para assegurar aos consumidores, qualidade, tradição, segurança, conforto, comprador diferenciado, com características próprias, com maior poder financeiro, poder de sanar mais que necessidades, desejos; status.”

marcas de luxo

 

mas o que tudo isso tem a ver com games?

Vender um produto de luxo é vender experiências. Comercializar uma ideia de comportamento, de estilo de vida, de  símbolo de sucesso e poder representado pelo produto e, melhor ainda, pela marca desse produto. Por isso os clientes não se importam em pagar quantias exorbitantes.
Algumas marcas sabem da força que os games tem para despertar experiências, e usaram disso em campanhas publicitárias e criaram seus advergames.

A Prada vestiu os personagens de Final Fantasy XIII-2 com sua coleção na comemoração dos 25 anos da série.

prada final fantasy

 

A campanha publicitária da Louis Vuitton publicada em dezembro de 2013, trouxe as capinhas de celular compondo vários jogos clássicos. O vídeo é curtinho e vale a pena assistir 🙂

A Channel produziu em 2010 um advergame temporário para iphone, que denominou de Lovely Game.  Desenhado como uma Slot Machine (dessas de cassino), foi criada para ajudar os fãs da marca a descobrir os novíssimos lançamentos.

Chanel Lovely Game

Chanel Lovely Game

Dior também fez um vídeo onde sua linha de maquiagem se transforma em cenários e peças de jogos como Pong, Pac Man, Tetris entre outros.

 

O mundo da moda já está prestando bastante atenção aos games. E esses dois universos compõem grandes fatias da economia atual. Por que não unir forças? 😉

 

PS: O trabalho de Marina Comini, O luxo na moda: Seus valores sociais e psicológicos, está disponível para consulta na biblioteca da Escola de Belas Artes da UFMG.

Anúncios

L.A. Noire e a moda da década de 40

Segunda-feira, Novembro 25th, 2013

Depois de dias escrevendo minha monografia e totalmente fora do ar, retorno com mais um jogo cujo figurino eu fiquei apaixonada: L.A. Noire.

la_noire

Há muito tempo eu havia jogado, mas não terminei e nesses dias de “folga” resolvi resgatar a história do detetive Cole e finalizar. Gostei de tudo, da história, dos gráficos, das partes de ações que são na medida certa pra mim, que não tenho muita habilidade com tiros.

L.A. Noire se passa em Hollywood pós Segunda Guerra Mundial, final da década de 40. Inspirado nas histórias de literatura noir e filmes do mesmo gênero tão em voga na época. Nessa época a sociedade havia sofrido grandes mudanças. Tudo era escasso; matéria prima, mão de obra. As mulheres foram incluídas no mercado de trabalho, já que a guerra exigiu que a mão de obra masculina fosse para os campos de guerra.

Imagem

Mulheres trabalhando na segunda guerra.

A moda dessa década se traduziu pela escassez de material, que obrigou o uso de tecidos alternativos, e cortes mais retos sem muitos detalhes e ostentação. Até a saia das senhoras foi encurtada para logo abaixo do joelho no intuito de economizar.

Imagem

Moda para as senhoras da década de 40.

Foi também nessa época que surgiu o read to wear ou pret a porter, que significa roupas prontas para usar. Até essa época se você queria uma roupa teria que mandar uma costureira fazer e isso ficava, como ainda fica, caro. Então surgiu a produção em massa de peças de roupa, que barateava o custo. Assim era possível comprar uma roupa pronta em uma loja ou encomendá-la por catálogo.

Mulheres no jogo com saias até abaixo do joelho e indo até uma loja de roupas.

Mulheres no jogo com saias até abaixo do joelho e indo até uma loja de roupas.

No entanto, alguns resolveram ir contra essa tendência moderada de vestir e provocaram os padrões estéticos vigentes. Foram eles, o New Look de Dior que ignorou a escassez de material e resolveu introduzir uma longa saia rodada que agradou a todas as madames da época, e fez com que a moda francesa voltasse a ter sua influência na América. E os negros e latinos que, influenciados pela cena musical do jazz, passaram a usar os Zoot Suits, que consistiam em casacos muito grandes e compridos, de ombros e lapelas largos e calças volumosas de cintura alta e muitas pregas que estreitavam no tornozelo, com cores fortes.

Imagem

New Look de Dior (1947) e o Zoot Suits

O acesso à lã era limitado, obrigando o uso de rayon ou viscose na fabricação de ternos, que era o mais retos possíveis, evitando bolsos com abas, pregas, punhos elaborados. No jogo, Cole começa a jornada com um terno bem básico mas à medida em que vai sendo promovido, seu vestuário passa a ser mais elaborado. Diz-se que por causa de Al Capone, o terno teve seu auge nesta década.

Imagem

Al Capone

Como aprendiz de alfaiate que sou, fiquei encantada com todos os costumes (como os ternos eram chamados) que apareceram no jogo. Os ternos consistem de calça, paletó e, algumas vezes, de colete. Um bom terno precisa ter um caimento perfeito. Para isso, o trabalho do alfaiate é muito minucioso, sendo grande parte do processo feito, ainda, à mão. E não posso me esquecer das gravatas e do chapéu fedora. Acessórios quase obrigatórios.

Imagem

Ternos usados pelas personagens de LA Noire (Rockstar 2011)

Fashion Fantasy – Virada Cultura BH 2013

Domingo, Setembro 15th, 2013

Ontem e hoje está acontecendo em Belo Horizonte a primeira Virada Cultural.

Eu (Juliana Ribeiro, estudante de Design de Moda na UFMG) e Rafael de Paula (estudante de Design Gráfico na UEMG) marcamos presença com uma exposição de figurinos inspiradas em alguns clássicos jogos de Atari.

Imagem

O tempo foi bem corrido… duas semanas para fazer tudo, mas o resultado ficou muito legal e valeu pela experiência de participar de uma exposição a céu aberto.

Imagem

Para essa exposição nos inspiramos nos jogos: River Raid,

Imagem

Frostbite (era viciada nesse jogo 😉 ),

Imagem

Boxing,

Imagem

e Enduro! (nunca consegui nem um troféu desse 😦  )

Imagem

A exposição ficará na Praça da Liberdade até hoje as 17 horas!

Imagem

Quero agradecer às pessoas que deram uma grande força: Caio Rodrigues, Alex Queiroz e Aline Voisk. Obrigada gente!!!