Que Mário?

Domingo, Setembro 22nd, 2013

Alguns amigos me pediram para escrever sobre o personagem que, talvez seja o mais popular da história dos games, Mario. Confesso que, no início, a ideia não me atraiu muito, pois o figurino desse personagem foi construído baseando-se nas possibilidades técnicas da época.

evolução do mario

Muitos já devem saber que Mário foi criado por Shigeru Miyamoto, para o jogo Donkey Kong em 1981. Sua tarefa era resgatar a princesa sequestrada pelo grande gorila (já viu essa história em King Kong?).

donkey kong 1981

Na época havia poucos recursos tecnológicos para construir um personagem detalhado, então Miyamoto resolveu essa questão colocando um bigode e um nariz enormes, além de um boné. Assim não precisava se preocupar em fazer as feições do rosto nem os cabelos.  Para diferenciar os braços do resto do corpo ele criou um macacão vermelho com uma camisa azul por baixo.

mario 1981

A princesa Peach, ao meu ver, segue bem os moldes de princesas Disney. Com seu vestido rosa acinturado, ao estilo Maria Antonieta, destacando sua feminilidade e toda a doçura e bondade que uma princesa de contos de fada deve ter. Mas o seu figurino é um pouco mais elaborado que o de Mário. Se você fechar os olhos e imaginar uma princesa certamente vai acertar quase tudo que o figurino dessa personagem possui: mangas bufantes, luvas brancas até a altura dos cotovelos, panniers destacando a cintura, além de ostentar um grande broche azul e seus brincos que a revelam como parte de uma nobreza capaz de usar jóias.

peach              Princesa Peach

Mário e Peach repetem a velha história da donzela em perigo que precisa ser resgatada. Velha história que iniciou com o amor cortês e foi um marco do comportamento humano e consequentemente influenciou a moda.

O amor cortês emergiu com a poesia trovadoresca, e definiu um conceito de atitudes e mitos na época medieval, mas o termo somente foi usado pela primeira vez por Gaston Paris em um artigo escrito em 1883. Existe um homem que ama que se entrega de alma e corpo para garantir a segurança e os desejos da mulher, alvo desse intenso amor, vista como mais bela e perfeita que todas as outras mulheres do mundo. Geralmente esse amor não pode ser consumado por algum empecilho, que o herói deve, a todo custo, derrubar para ter a companhia de sua amada.

amor cortes

Mas o que isso influencia nos trajes da época? Tudo! Homens e mulheres tornaram suas vestes mais sofisticadas pois agora elas são elementos estéticos de sedução. É nesse momento que as pessoas compreendem a linguagem que as roupas podem ter. Muitos autores acreditam que foi exatamente nesse momento de diferenciação e individualização dos seres que a moda nasceu.

E é essa linguagem que vem sendo objeto de estudo meu e desse blog 😉

amor cortes 2

PS: se você também gostaria de sugerir um personagem para o blog, me envie um email: ribjuliana@gmail.com ou nos falamos no facebook. 😉

Anúncios

One comment on “Que Mário?

  1. E não é que eu acabei de ler sobre?
    O autor que estou lendo acredita que sim, esse seja o início da moda como a conhecemos, pelos mesmissimos motivos que voce deu.
    No caso estou lendo O império do Efêmero, do Giller Lipowetsky, e to adorando demais.
    Não pretendo entrar muito nessa parte, neste período, mas não deixa de ser interessante.
    No caso da Peach (ou Pauline, como vi no Feminist Frequency) eu acho que seja mesmo o uso de um estereótipo fácil, pra representar alguém indefesa…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: