Arquivo de Agosto, 2013

Ezio Auditore da Firenze

Domingo, Agosto 25th, 2013

Poderia passar vários dias escrevendo sobre cada figurino presente em Assassin´s Creed, são muitos e cheios de detalhes interessantes. Mas resolvi fazer um paralelo entre o figurino de Ezio Auditore da Firenze, protagonista de maior parte da série, e a realidade do vestuário usado no período do renascimento, momento em que se passa a história do jogo.

O período do renascimento foi uma transição entre a idade média (teocêntrica) e a idade moderna (antropocêntrica). O homem deixou de acreditar em explicações exclusivamente religiosas para ter uma visão mais científica dos acontecimentos. A Itália, mais precisamente a região de Florença desenvolveu-se bastante devido ao grande crescimento urbano e comercial. Além de ter a família Médici, que faz uma participação no jogo, como grande patrocinadora das artes locais.

A princípio pensei que a roupa de Ezio nada tinha a ver com as vestes retratadas nas pinturas da época. Mas é possível ver alguns elementos em comum e é essa comparação que farei nesse post.

Image

Obviamente, o figurino de Ezio foi “atualizado” para o nosso padrão estético atual. Imagina nosso assassino pulando os prédios atrás de suas vítimas vestindo meias finas e coloridas que eram tão comuns na época.

Image

Basicamente, a indumentária de um nobre no período da renascença (lembrar que Ezio não era nenhum plebeu), consistia em um gibão, uma espécie de colete feito com tecidos caros que ficava, muitas vezes, por cima de uma camisa com mangas bufantes e amarrados na cintura. Usavam capa ou um casaco por cima e que ficava solto. O uso de chapéus também era bastante comum. Ainda havia uma bermuda que trazia alguns rasgos (talhadas) para que fosse possível ver o tecido do forro.  E, para completar, um code piece, uma espécie de tapa sexo, que era usado para ressaltar esta parte do corpo e guardar pequenos objetos como moedas.

Image

Olhando Ezio podemos ver a maioria desses elementos na sua indumentária. O colete ou gibão, amarrado na cintura por um grande cinto que ostenta o símbolo dos assassinos. Ele também usa uma capa, que no jogo lhe é dada pelo próprio Lorenzo de Médici. Tudo isso por cima de uma camisa com mangas soltas e bufantes por baixo. O capuz com um bico de águia, presente em todos os personagens assassinos, representa a visão e perspicácia que eles devem ter para alcançar suas presas mas, aqui, também faz o papel do chapéu. Ezio veste uma calça e não uma bermuda mas as talhadas são indicadas na sua manga esquerda e no corpo de seu colete.

 Image

Achei o trabalho de figurino desse personagem muito bom, conseguiu reunir elementos presentes em uma época e fazer algo completamente não datado. É uma roupa linda! E o melhor é que em algumas sequencias ainda dá para brincar de trocar de cores, adquirindo nas lojas que estão espalhadas pelas cidades.

Anúncios

CHUN LI

Sábado, Agosto 17th, 2013

Chun Li teve sua primeira aparição em Street Fighter II, famoso jogo de luta de 1991, que deu fama aos populares hadoukens, e aos personagens Ryu, Ken, Blanka, Dalshin, Sagat, entre tantos outros.

Seu background: uma agente da Interpol com o objetivo condutor de vingança pela morte do pai. A imagem dessa garota com seu figurino inspirado nos antigos Qipaos chineses mexeu com a imaginação dos garotos frequentadores de lojas de fliperamas na década de 90 e até hoje, principalmente em eventos de cosplay.

chun

O Qipao era originalmente um vestido reto e longo até os pés, mas com o tempo foi se modificando em um vestido mais justo ao corpo e com fendas laterais. A roupa dessa heroína é uma adaptação ainda mais ousada, mantendo a mesma ideia de decote dos vestidos chineses, porém com mangas bufantes e apenas tangas cobrindo as partes inferiores, permitindo uma intensa movimentação. Não é pra menos, Chun Li pode não ser a personagem mais forte mas com certeza é bem ágil.

china_link_05

 E assim, a roupa permitia deixar sempre à mostra as pernas grossas e torneadas da personagem. Além disso, dependendo do movimento era possível ver uma parte de seu maiô ou, para muitos iludidos, sua calcinha, levando a um jogo de revela e esconde que deixava qualquer marmanjo maluco.

golpe chun li

As pernas de Chun Li eram mais escuras que o resto de seu corpo, então podemos supor que ela usava meias finas, certamente da marca Vivarina para poder passar por tantas lutas sem desfiar.

Mas longe de ser a femme fatale dos filmes noir, Chun Li aparentava até uma certa ingenuidade e fragilidade com seu cabelo adornado com um penteado infantil e lacinhos. E quem não se lembra do seu pulinho e risadinha infantil para comemorar a vitória?

 ChunLiVictory

E não era só aos meninos que Chun Li agradava, ela foi uma das personagens responsáveis por tirar a mulher do papel de quem sempre precisa ser resgatada para ser uma guerreira que luta sozinha pela conquista do seu objetivo.

Não sei como outras heroínas conseguem correr atrás de um vilão ou dar super golpes de salto. Eu mal consigo subir num ônibus. Mas, o criador da Chun Li teve o bom senso de calça-la com uma linda bota branca com um salto muito pequeno. Coincidentemente a Xuxa usava o mesmo tipo de bota, e para ser sincera eu também.

Só faltou, claro, o bracelete. É o único símbolo explícito de violência que Chun Li carrega. E coitada, aquilo deve pesar horrores, né? Podemos atribuir a inspiração ao exótico adereço à própria arte marcial do kung fu e as folclóricas armas imortalizadas em lendas e filmes. Olha o tamanho desproporcional, mas alguma coisa tem que ter para inibir os oponentes.

 2005-548736079